#compartilhe

Moro aceita convite de Bolsonaro e confirma que foi cabo eleitoral

Publicada em 05/11/2018, 14:44

Full pt13

Desde o início da farsa jurídica montada contraLula, o PT e os advogados denunciaram a atuação parcial do juiz Sérgio Moro na condução dos processos da Lava Jato. A condenação do ex-presidente em uma decisão sem nenhuma prova e o vazamento de uma delação premiada sem valor, em meio as Eleições 2018, mostram que o magistrado não atuava para combater a corrupção, mas sim como cabo eleitoral.

O próprio vice-presidente eleito, o general Hamilton Mourão, confirmou que o acordo entre Bolsonaro e Moro já estava selado há muito tempo. Em entrevista à Folha de S.Paulo, o militar disse que o juiz já havia sido sondado durante a campanha do candidato do PSL. “Isso já faz tempo, durante a campanha foi feito um contato”, afirmou.

Também à Folha o advogado e professor de processo penal da Pontifícia Universidade Católica de Porto Alegre (PUC-RS) Andrei Zanker Schmitt vê conflito na atuação do juiz. Segundo ele, Moro deveria ter se afastado dos casos envolvendo Lula. “A atuação de um juiz não pode ser pautada por interesses pessoais. Um juiz que confessa possuir aspiração política colidente com casos a ele submetidos não pode julgá-los, sob pena de colocar em dúvida a imparcialidade de sua atuação”, afirmou.

Perseguição a Lula e ao PT

A parcialidade de Moro sempre foi flagrante durante as decisões na Lava Jato. As tentativas de influenciar eleições ocorrem desde 2014. Na disputa entre a presidenta Dilma Rousseff e Aécio Neves, o juiz vazou grampos telefônicos de uma conversa da petista com o ex-presidente Lula, violando a legislação. Tanto que ele precisou se justificar e negou que tivesse interesses políticos, o que agora se evidencia.

No pleito deste ano, Moro autorizou a divulgação de trechos de um acordo de delação premiada, invalidado peloMPF, de Antônio Palocci, ex-ministro de Lula e Dilma, faltando seis dias para o primeiro turno das Eleições. Para o deputado Paulo Pimenta, líder do PT na Câmara dos Deputados, “quando Moro vazou a delação de Palocci, já sabia que se Bolsonaro fosse eleito ele seria ministro”.

“Fica mais fácil de entender a implacável perseguição da Lava Jato a Lula, o desespero de Moro para que o Habeas Corpus para soltar o ex-presidente não fosse cumprido, e a decisão para que o petista permanecesse isolado durante a campanha, sem nenhum contato com a imprensa”, criticou Pimenta.

Condenou Lula e o tirou da Eleição

O ex-ministro da JustiçaEugênio Aragão fez duras críticas, em entrevista ao Brasil de Fato, a movimentação de Moro. Aragão lembra que o mesmo juiz que condenou o ex-presidente, inabilitando-o a participar de um processo eleitoral em que o petista era favorito a vencer ainda no primeiro turno, é aquele que ocupará o cargo de ministro da Justiça de Jair Bolsonaro a partir de 1º de Janeiro de 2019.

“Isso apenas confirma tudo o que a gente disse até hoje, de que verdade ele não era juiz. Ele estava atrás de uma vantagem pessoal para sua carreira, cultivando a sua vaidade e, na verdade, chegou onde ele queria chegar”, afirmou o ex-ministro.

A professora de direito constitucional da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), Cláudia Maria Barbosa, também tinha feito o alerta de que, após empossado no cargo político, os abusos de Moro não terão o mesmo tratamento que tiveram na magistratura.

“A ocupação, pelo juiz, do Ministério da Justiça, escancara a politização indevida do Judiciário, e isso já é um sinal para que a população e a própria imprensa esteja atenta. Por outro lado, o Ministério da Justiça não é o Judiciário. Então, as garantias de imunidade que, enquanto juiz, o Sérgio Moro teve quando cometeu excessos e abusos, ele não teria dentro do Ministério da Justiça, afinal é um cargo de livre nomeação, mas também de livre destituição”.

Da Redação da Agência PT de Notícias, com informações da Folha de S.Paulo e Brasil de Fato

 

Fonte: pt.org.br


Veja mais

Thumb haddad2

Intensificar

Regina Sousa pede para militância intensificar divulgação do nome de Haddad


Thumb pt6

Opinião

Para Juristas, caso de Lula é uso do direito em prol do capital


Thumb geisa1

Pesquisa

DataFolha confirma: Lula 2018 é imbatível na preferência do povo!


Thumb pt1

Luta!

Nota do PT: Contra a cassação política, com Lula até o fim


Thumb pt1

Preferência

DataFolha: Lula é líder isolado com 39% dos votos


Thumb pt6

Crescimento

BTG: Haddad decola e chega a 23% das intenções de votos


Thumb pt3

Liderança

Pesquisa Ibope: Wellington Dias lidera pesquisa com 47% dos votos


Thumb  dsc0025

Trajetória

Dr. Francisco Costa: de prefeito a liderança estadual


Thumb mst

Manifestação

MST mantém mobilização em defesa de Lula


Thumb pt1

Agradecimento

“Verás que um professor não foge à luta!”: Haddad agradece e faz chamado de coragem


Thumb pt2

Resultado

Haddad foi o mais votado em 98% das cidades mais pobres do país


Thumb pt3

Opinião

Humberto Costa: o povo mostrou, nas urnas, que o PT segue forte


Thumb geisa5

Pesquisa

Datafolha: Eleitor rejeita políticos ligados ao projeto golpista


Thumb elei%c3%a7%c3%a3o c%c3%a2mara municipal

Eleição

Jeová Alencar é reeleito presidente da Câmara com apoio de petistas


Thumb geisa2

Declaração

“Nós vamos manter a candidatura do Lula até o fim” diz Padilha


Thumb pt5

Pesquisa

CNT/MDA: Haddad segue crescendo e chega a 17,6% dos votos


Thumb pt4

Apoio

Marina Silva anuncia apoio a Haddad no 2º turno


Thumb pt8

Pesquisa

Ibope: Haddad lidera com 41% em Pernambuco


Thumb pt1

Denúncia

Descaso do TSE com Lula será denunciado à ONU, diz Haddad


Thumb geisa3

Congresso

Bancada critica farsa judicial e reitera pré-candidatura de Lula


Thumb dilma

Eleições

Dilma Rousseff: O ano da reconquista e da eleição livre


Thumb pt10

Confira!

Assista: primeiro programa de TV da campanha Lula e Haddad


Thumb pt5

Ferramenta

Aplicativo apresenta as candidatas do PT nas Eleições 2018


Thumb contagem

Minas Gerais

Contagem será palco do lançamento da pré-candidatura de Lula


Thumb lula

Liderança

Lula detém 65% da intenção de voto dos piauienses


Thumb pt7

Notícia falsa

Fake News contra Haddad vão de pesquisas falsas a mamadeiras eróticas


Thumb nota2018

Nota

Executiva Nacional do PT: Processo judicial contra manifestações é provocativo e acirra os ânimos!


Thumb pt4

Pesquisas

Juventude brasileira está com Lula, mostram Ibope e Datafolha


Thumb pt5

Repercussão

Apoiadores de Bolsonaro dizem que farão “limpa” no STF


Thumb eleicao

Preferência

Pesquisas fortalecem Lula e candidatura é juridicamente viável


Thumb pt2

Caravanas

29 e 30 de setembro: Caravanas Lula Livre e Haddad presidente


Thumb lula 2018

CUT/Vox Populi: Lula, o melhor e mais admirado presidente do Brasil


Thumb pt4

Pesquisa

Wellington Dias segue na liderança rumo à vitória no primeiro turno


Thumb pt1

Pesquisa

CNT/MDA: Haddad sobe oito pontos e lidera corrida presidencial


Thumb pt5

Programa

Assista ao terceiro programa eleitoral do PT (6/set)


Thumb lula1

Eleições

Lula mantém liderança em última pesquisa de 2017


Thumb geisa2

Confira!

Leia a entrevista de Lula para a Folha de S. Paulo


Thumb pt7

Haddad e Manu só crescem: R$ 300 mil arrecadados na vaquinha


Thumb pt2

Crítica

Descumprimento será tratado como violação, diz vice de comitê da ONU


Thumb lulala

Liderança

Lula cresce mais e lidera em todos os cenários, aponta Datafolha


Thumb dudu   reuni%c3%a3o pt

Eleições

Dudu defende “chapas puras” proporcionais nas eleições deste ano


Thumb pt16

Transição

Em sintonia com Bolsonaro, Temer nomeia Onyx ministro da transição


Thumb pt6

Líder

Ibope: PT é o favorito de quase 30% da população


Thumb geisa1

Entrevista

Lula: “Com a ajuda do povo posso consertar este país outra vez”


Thumb sem t%c3%adtulo

Pronunciamento

Gleisi rebate ataques a Lula e ao PT na reta final da campanha


Thumb pt2

Campanha

Haddad e Wellington reúnem milhares de pessoas em ato público em Picos


Thumb lu

Pesquisa

CUT/Vox Populi: Lula lidera com 28% em São Paulo, governado há 23 anos pelo PSDB