#compartilhe

Parlamentares e prefeitos pedem a ministro a liberação de emendas da saúde

Thumb 707ed114 399e 4b6a bf60 d514b39c7401 Publicada em 27/04/2016, 17:14

Uma comitiva de prefeitos de municípios do Território dos Carnaubais solicitou ao ministro da Saúde, Marcelo Castro, a liberação de emendas parlamentares pendentes para atender a região. Eles estavam acompanhados do deputado federal Assis Carvalho, senadora Regina Sousa e o deputado estadual Aluísio Martins.
 
Cada prefeito apresentou as demandas em aberto para que a equipe do Ministério analise os processos. Segundo o ministro, estão sendo repassados os recursos das emendas de 2014, por enquanto. "Mas será pago tudo que for possível", afirmou Castro.
 
"Reconhecemos o empenho do ministro na resolução de demandas do nosso estado, especialmente nas questões macro, como, por exemplo, o avanço dos serviços de oncologia", destacou Assis Carvalho.
 
A reunião, que aconteceu na tarde desta terça-feira (26), teve participação dos prefeitos de Campo Maior, Paulo Martins; Nossa Senhora de Nazaré, José Henrique; Juazeiro, Antonio Jose De Oliveira; Boqueirão, Valdemir Alves Solteiro; e Boa Hora, Zé Resende.
 
Assis solicitou, ainda, que sejam liberados recursos pendentes da Funasa (Fundação Nacional da Saúde), questão que o ministro se disponibilizou a atender. E pediu maior atenção ao serviço do Samu no estado, tendo em vista a necessidade de renovação de parte da frota em alguns municípios.


Aprovado projeto de lei que institui a semana de prevenção de transtornos e saúde mental

Thumb dsc 0009 Publicada em 01/03/2018, 13:11

O projeto de lei de autoria do vereador Dudu (PT), que institui no calendário municipal a realização de uma semana de prevenção e conscientização sobre transtornos e saúde mental nas escolas municipais de Teresina, foi aprovado em primeira votação. Para Dudu é preciso um maior desenvolver uma rede de trabalho para orientação da população, especialmente as crianças.

 

“Temos proposto ao longo de 2017 e 2018 várias ações para que possamos criar uma rede de proteção contra esse mal do século, que são os transtornos mentais. Teresina apresenta hoje uma triste estatística, de proporcionalmente ser a capital do Brasil com maior número de casos de suicídio. Então, quando você propõe leis que visam conscientizar e trabalhar em busca da solução desse problema, você está melhorando a qualidade de vida e diminuindo esse tipo de transtorno”, afirmou Dudu, que também é autor das leis 5.151, que institui a Semana de Combate a Erotização da Infância; da 5. 036, que estabelece a divulgação dos números dos conselhos tutelares nas escolas municipais; da 4.998 que institui no calendário de eventos municipais a Semana de Combate ao Alcoolismo Infanto-Juvenil.

 

De acordo com Dudu, o projeto vai promover atividades multidisciplinares, com o apoio de profissionais, e deverá atender as escolas e comunidades. “Hoje nós aprovamos em primeira votação aqui na Câmara esse projeto que é o de conscientização nas escolas com workshops, palestras e material específico, uma disciplina extracurricular. Além disso, o trabalho também deve ser multidisciplinar e desenvolvido com apoio de profissionais, para que sejam atendidas tanto as crianças que estudam na escola, como também os funcionários e a comunidade do entorno da unidade de ensino”, explicou o Vereador.

 

Dudu afirmou ainda que “através da prevenção e da educação, é possível evitar o suicídio e a depressão. Quando você previne, você está evitando o mal maior. Com a vida moderna, os problemas familiares, as novas tecnologias, afetam as nossas crianças”. 

 

 

 

Ascom PT Piauí


Inscrições para o Mais Médicos encerram-se nesta quinta-feira(29)

Thumb 19 02 50 442 file Publicada em 30/01/2015, 09:03

O prazo de inscrição no Programa Mais Médicos para profissionais com registro em Conselho Regional de Medicina (CRM) no Brasil se encerra nesta quinta-feira(29). O número de vagas ofertadas ainda não foi definido. Municípios tiveram até a véspera para se inscreverem.

Os candidatos às vagas deverão escolher, na hora da inscrição, entre receber a pontuação adicional de 10% nas provas de residência, atuando na unidade básica por 12 meses, ou permanecer no município por três anos e obter benefícios como auxílios moradia e alimentação, além de ajuda de custo para instalação.

Quem escolher a primeira opção, ao final dos 12 meses de trabalho, poderá permanecer no programa por mais dois anos, adquirindo direito aos benefícios da segunda opção.

Nos dias 4 e 5 de fevereiro, os profissionais deverão indicar até quatro cidades onde preferem trabalhar. Quem não conseguir alocação terá acesso a vagas remanescentes em fevereiro e março.

Entre os critérios considerados para a classificação estão ter título de especialista em medicina de família e comunidade, experiência comprovada na Estratégia Saúde da Família, ter participado do Programa de Educação pelo Trabalho e integrar os programa Universidade para Todos (ProUni) ou de Financiamento Estudantil (Fies).

Como critérios de desempate serão considerados a maior proximidade entre o município desejado e o de nascimento e ter mais de 18 anos.

Os médicos brasileiros formados no exterior poderão fazer as inscrições entre os dias 10 e 20 de abril. Entre os dias 5 e 15 de maio, estarão abertas as inscrições para estrangeiros formados no exterior. Os profissionais que não têm CRM brasileiro passarão por uma ambientação e começarão a trabalhar em julho.